top of page
  • Foto do escritorABMTHS

CDNS: Uma promessa de amor ao próximo

Atualizado: 26 de mai. de 2023

“Confia ao Senhor a tua sorte, espera nele, e ele agirá”, é o que diz no versículo 5 do Salmo 36, e foi isso o que Cassilda da Silva fez ao ver seu filho mais novo em uma cama de hospital após ouvir dos médicos que uma cirurgia de risco precisaria ser feita na cabeça do seu filho, que na época tinha 10 anos.

CDNS - Paulista, Pernambuco

Cau, assim como é conhecida pelos amigos próximos, conta que se viu muito apreensiva com a ideia de perder seu amado Lucas. “Eu estava em casa e meu filho resolveu ir até o campo aqui próximo, então ele subiu naquelas redes de proteção para brincar, mas o poste estava solto e com o peso dele acabou caindo e caiu justamente na cabeça dele”, relata sobre o ocorrido. “Ele voltou pra casa andando, mas a pancada tinha sido muito forte, levamos logo para o hospital, ele desmaiou, vomitou sangue, foi terrível, eu não podia perder meu filho desta forma”, continuou.


Ainda no hospital, desacreditada pela equipe médica por causa do estado grave em que Lucas estava, Cau juntou suas forças e orou a Deus, prometendo a Ele neste momento que se o seu filho saísse daquele hospital com vida, ela faria tudo que estivesse ao seu alcance para agradá-lo. Ela esperou no Senhor e a cura do seu filho veio, o Lucas teve alta, sem sequelas e hoje dois anos depois do ocorrido, além de trazer muita alegria para seus pais, também ajuda sua mãe a cumprir sua promessa.


Deus escolhe, chama, capacita, envia e supre.


Cau comenta a sensação de precisar de alguém e não ter com quem contar. "É muito ruim você precisar de ajuda e não ter ninguém que possa ajudar você, eu já passei por isso, de procurar o que comer dentro de casa e não ter o que dar aos meus filhos", com isso, após a chegada do Fábio, Presidente da ONG Comunidade Deus e Nossa Senhora, com a missão de levar comida para mesa das pessoas, Cau arregaçou as mangas, cedeu a sua cozinha e doou seu tempo, cozinhando, servindo e cuidando de conhecidos e desconhecidos.


Cassilda conta como tudo começou. “Na pandemia o Fábio me procurou, falou dessa iniciativa de ajudar as famílias que estavam passando necessidade, logo me ofereci para fazer, sem saber se teria ajuda ou não”, ali Cau sentiu em seu coração que servir ao próximo seria do agrado de Deus. Com isto, as refeições foram feitas e entregues três vezes na semana no período mais grave da pandemia, onde além de lutar contra o vírus, inúmeras famílias lutavam também contra a fome.


Os milagres operados por Deus não foram só de cura, muitas vezes, depois de cozinhar fardos inteiros de alimentos, Cau se via preocupada em faltar, em não ser suficiente para todos que estavam na enorme fila, mas assim como na multiplicação dos pães e peixes, Deus proveu, e as quentinhas alimentavam a todos com fartura.


O projeto, que chegou a distribuir mais de 600 refeições por dia continua acontecendo todas às sextas-feiras, quando uma fila se forma em frente à residência de Cau para a entrega de uma comida fresquinha e saborosa, que muitas vezes é a única comida que chegará à mesa de algumas famílias no dia. Cau e a CDNS continuam no projeto, e aguardam a providência de Deus para que as doações aumentem cada vez mais, para que juntos possam levar alimento para muitos mais lares.


 


22 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page