• ABMTHS

CDNS: Uma promessa de amor ao próximo

“Confia ao Senhor a tua sorte, espera nele, e ele agirá”, é o que diz no versículo 5 do Salmo 36, e foi isso o que Cassilda da Silva fez ao ver seu filho mais novo em uma cama de hospital após ouvir dos médicos que uma cirurgia de risco precisaria ser feita na cabeça do seu filho, que na época tinha 10 anos.


Cau, assim como é conhecida pelos amigos próximos, conta que se viu muito apreensiva com a ideia de perder seu amado Lucas. “Eu estava em casa e meu filho resolveu ir até o campo aqui próximo, então ele subiu naquelas redes de proteção para brincar, mas o poste estava solto e com o peso dele acabou caindo e caiu justamente na cabeça dele”, relata sobre o ocorrido. “Ele voltou pra casa andando, mas a pancada tinha sido muito forte, levamos logo para o hospital, ele desmaiou, vomitou sangue, foi terrível, eu não podia perder meu filho desta forma”, continuou.


Ainda no hospital, desacreditada pela equipe médica por causa do estado grave em que Lucas estava, Cau juntou suas forças e orou a Deus, prometendo a Ele neste momento que se o seu filho saísse daquele hospital com vida, ela faria tudo que estivesse ao seu alcance para agradá-lo. Ela esperou no Senhor e a cura do seu filho veio, o Lucas teve alta, sem sequelas e hoje dois anos depois do ocorrido, além de trazer muita alegria para seus pais, também ajuda sua mãe a cumprir sua promessa.


Deus escolhe, chama, capacita, envia e supre.


Cau comenta a sensação de precisar de alguém e não ter com quem contar. "É muito ruim você precisar de ajuda e não ter ninguém que possa ajudar você, eu já passei por isso, de procurar o que comer dentro de casa e não ter o que dar aos meus filhos", com isso, após a chegada do Fábio, Presidente da ONG Comunidade Deus e Nossa Senhora, com a missão de levar comida para mesa das pessoas, Cau arregaçou as mangas, cedeu a sua cozinha e doou seu tempo, cozinhando, servindo e cuidando de conhecidos e desconhecidos.


Cassilda conta como tudo começou. “Na pandemia o Fábio me procurou, falou dessa iniciativa de ajudar as famílias que estavam passando necessidade, logo me ofereci para fazer, sem saber se teria ajuda ou não”, ali Cau sentiu em seu coração que servir ao próximo seria do agrado de Deus. Com isto, as refeições foram feitas e entregues três vezes na semana no período mais grave da pandemia, onde além de lutar contra o vírus, inúmeras famílias lutavam também contra a fome.


Os milagres operados por Deus não foram só de cura, muitas vezes, depois de cozinhar fardos inteiros de alimentos, Cau se via preocupada em faltar, em não ser suficiente para todos que estavam na enorme fila, mas assim como na multiplicação dos pães e peixes, Deus proveu, e as quentinhas alimentavam a todos com fartura.


O projeto, que chegou a distribuir mais de 600 refeições por dia continua acontecendo todas às sextas-feiras, quando uma fila se forma em frente à residência de Cau para a entrega de uma comida fresquinha e saborosa, que muitas vezes é a única comida que chegará à mesa de algumas famílias no dia. Cau e a CDNS continuam no projeto, e aguardam a providência de Deus para que as doações aumentem cada vez mais, para que juntos possam levar alimento para muitos mais lares.


 

CDNS: A promise of love to the next


“Trust your luck to the Lord, wait for him, and he will act”, is what it says in verse 5 of Psalm 36, and that's what Cassilda da Silva did when she saw her youngest son in a hospital bed after hearing from the doctors that a risky surgery would need to be performed on her son's head, who was 10 years old at the time.


Cau, as she is known by close friends, says that she was very apprehensive at the idea of ​​losing her beloved Lucas. “I was at home and my son decided to go to the field nearby, so he climbed on those safety nets to play, but the pole was loose and with his weight it ended up falling and it fell right on his head”, he reports about what happened. “He walked home, but the blow had been very strong, we took him to the hospital right away, he passed out, vomited blood, it was terrible, I couldn't lose my son this way,” she continued.


Still in the hospital, discredited by the medical team because of the serious condition that Lucas was in, Cau joined her forces and prayed to God, promising him at this moment that if her son got out of that hospital alive, she would do everything she could. reach to please you. She waited on the Lord and her son's healing came, Lucas was released, without sequelae and today two years after what happened, in addition to bringing great joy to his parents, he also helps his mother to fulfill her promise.


God chooses, calls, enables, sends and supplies.


Cau comments on the feeling of needing someone and not having anyone to count on. "It's really bad that you need help and you don't have anyone who can help you, I've been through that, of looking for something to eat inside the house and not having what to give my children", with that, after Fábio's arrival , President of the NGO Comunidade Deus e Nossa Senhora, with the mission of bringing food to people's tables, Cau rolled up his sleeves, gave up his kitchen and donated his time, cooking, serving and taking care of acquaintances and strangers.


Cassilda tells how it all started. “During the pandemic, Fábio came to me, talked about this initiative to help families who were in need, so I offered to do it, not knowing if I would have help or not”, there Cau felt in his heart that serving others would be pleasing to God. With this, meals were made and delivered three times a week in the most serious period of the pandemic, where in addition to fighting the virus, countless families also fought hunger.


The miracles performed by God were not just healing, often, after cooking whole loads of food, Cau found himself worried about missing, about not being enough for everyone in the huge line, but just like the multiplication of the loaves and fish. God provided, and the warm ones fed everyone with plenty.


The project, which came to distribute more than 600 meals a day, continues to take place every Friday, when a line forms in front of Cau's residence for the delivery of fresh and tasty food, which is often the only food that will reach the table of some families on the day. Cau and CDNS are still in the project, and they are waiting for God's providence for donations to increase more and more, so that together they can take food to many more homes.

Posts recentes

Ver tudo