• ABMTHS

Casa São Lucas - Casa Museu de Cláudio Pastro


Está em desenvolvimento no Mosteiro Nossa Senhora da Paz um projeto -iniciado em 2018 - para implantação de um espaço destinado ao estudo, registro, pesquisa, preservação e divulgação da obra do artista Cláudio Pastro, maior expoente brasileiro da arte sacra contemporânea.


O espaço da Casa São Lucas, antiga residência do artista, em Itapecerica da Serra, é o local destinado a abrigar esta casa-museu, sob projeto coordenado pelo Mosteiro e patrocinado pela ABMTHS.


A primeira fase do trabalho teve como objetivo a catalogação do legado de Pastro ao Mosteiro, composto de parte significativa de sua produção artística, assim como objetos diversos pertencentes à coleção do artista sacro. Em janeiro de 2019 totalizou-se o registro de 533 objetos, que foram identificados e fotografados para compor um futuro catálogo informatizado.



A segunda fase do trabalho, em realização neste momento, consta de um levantamento diagnóstico composto de pesquisa a respeito da vida e obra de Pastro, por meio de referências bibliográficas, videográficas, iconográficas e de entrevistas/depoimentos, visando levantar as expectativas do cliente quanto ao projeto.

No processo de diagnóstico também está sendo analisada a edificação onde será implantado o projeto: a moradia do artista durante dez anos nas imediações do Mosteiro Nossa Senhora da Paz, comunidade religiosa beneditina à qual Claudio Pastro esteve ligado por laços profundos de amizade e da qual foi oblato. Neste momento busca-se estudar as potencialidades expositivas, possibilidades de circulação e acesso, questões de segurança e o comportamento ambiental para viabilizar a conservação adequada do acervo.



Abadessa do Mosteiro Nossa Senhora da Paz - Madre Martha Lúcia Ribeiro Teixeira

Arquiteto Dr. John Sieh - ABMTHS

A partir do trabalho diagnóstico será elaborada uma Proposta Preliminar, que indicará o perfil institucional e o conceito para realização da Exposição Inaugural. Sendo esta proposta aprovada, a próxima fase será a realização do Plano Museológico (missão, diretrizes, política de Acervo, orientação para desenvolvimento de programas e projetos de conservação e armazenamento, documentação, ação educativa, exposições, relações com a comunidade, etc.) e do Projeto Executivo Expográfico (curadoria, projeto museográfico, ação educativa).

A implantação do espaço é a concretização do trabalho, com a montagem da Exposição Inaugural (adaptações do espaço (se necessárias), confecção de mobiliário necessário, elaboração de vídeos e outros produtos audiovisuais, construção de banco de dados, elaboração de produtos de interatividade, comunicação visual, treinamento do pessoal envolvido. Na sequência, implanta-se a Reserva Técnica, projeto que visa acondicionar e armazenar o acervo não exposto em condições adequadas para sua conservação.




Por:

Maria Silvia Bigareli Giselle Peixe

Jequitibá Cultural Patrimonio Criação e Arte S/S Ltda.

ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE

MARIA E TSU HUNG SIEH

ABMTHS 2018 - Todos os direitos reservados

Design Victor Martins