top of page
  • Foto do escritorABMTHS

Capítulo 7 – Bodas de Platina


O ponto alto da noite: o discurso do Pai, em português, sobre seu legado. “... ao Brasil e a seu povo, sou eternamente grato por nos acolher tão generosamente. É uma dívida que eu, um homem idoso, já não posso retribuir, mas pedirei que meus filhos e netos o façam, ajudando os pobres e necessitados...”

Em 2003, a família comemorou as bodas de platina (70 anos) dos nossos pais. Ele já completara 93 anos e nossa Mãe tinha 88 anos de idade. Os convidados vieram do mundo todo a São Paulo para este evento. O número de descendentes de quatro gerações chegou naquele momento a 112. No final das festividades, nosso Patriarca, em uma cadeira de rodas, já que não podia ficar em pé por muito tempo, falou em português. Ele agradeceu a todos. “Durante todos esses anos”, disse ele, “eu realmente tenho amado minha esposa, Maria, que ainda está aqui ao meu lado esta noite. Ao Brasil e a seu povo, eu estarei sempre grato por ter nos acolhido tão generosamente. É uma dívida que eu, um homem idoso, já não posso retribuir, mas pedirei que meus filhos e netos o façam, ajudando os pobres e os necessitados...”.






O casal chegando, sendo acolhido pelos convidados

Foi um momento de muita emoção para toda a família, ao presenciarmos essa declaração do seu carinho e amor por nossa mãe, e sua intenção de inspirar uma missão para os seus filhos e netos.











Enquanto o Pai falava, a Mãe rezava.

No dia seguinte, a família se reuniu para ouvir os nossos pais refletirem de maneira mais particular sobre as suas vidas, e as lições a serem aprendidas por aqueles a quem eles deixariam seu legado. Ao olhar ao redor da sala para os adolescentes e os jovens casais, nosso Pai disse: “Nunca tenham medo, sejam corajosos! As coisas podem parecer obscuras, mas vocês têm que seguir em frente e encontrar o seu caminho ... nunca se escondam, nunca se escondam, nem recuem.” Era um tema que vivenciamos tantas vezes ao longo da caminhada da família.




Uma foto memorável de nossos pais, juntamente com quatro gerações da Família Sieh.


Uma bênção recebida de um velho amigo, Dom Alfredo Novak.



A presença da convidada mais importante: “a Mãe do Senhor também estava lá...” Jo 2,1.

Quando chegou a vez de nossa Mãe, ela disse: “Eu quero complementar o que o seu pai e Ahtia (‘Vovô’, em chinês) acabou de dizer. Vocês devem sempre lembrar que o amor real e verdadeiro é uma luta!” Mais tarde, Barry Naughton, que é casado com a nossa sobrinha, Mary Ann, comentou: “É incrível o que Hobu (‘Avó’, em chinês) disse. É a primeira vez que eu ouvi falar de amor como sendo uma luta!” E, na verdade, é!

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page